segunda-feira, 11 de abril de 2016

FORMAS DE COMBATER AS AMEAÇAS À BIODIVERSIDADE

Foram tantas as consequências de atitudes irresponsáveis em relação ao ambiente, que o ser humano já percebeu que não são só os animais que sofrem. O Homem também sofre, pois a diminuição de área de floresta, a poluição dos rios e mares, do ar e do solo, pioram a qualidade de vida e causam doenças difíceis de tratar.
Por isso mesmo os países assinaram acordos internacionais no sentido de redução da poluição do ar, da adoção de medidas que têm em vista impedir o aumento da temperatura no planeta Terra (reduzir  poluição por gases, melhorar o transporte público e reduzir o uso do automóvel particular, aumentar a área de floresta e zonas verdes nas cidades, etc.), o controlo de fronteiras de modo a impedir o comercio de espécies selvagens e o controlo da caça e pesca de modo a impedir a a captura de animais pequenos, etc.

Retirado aqui
CITES (Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas da Fauna e Flora Selvagens) - tem como objetivo assegurar que o comércio de animais e plantas não ponha em risco a sua sobrevivência no estado selvagem. Casos mais graves: elefantes, serpentes, tartarugas, corais, leopardos, tigres, etc.



CIMEIRA DO CLIMA (Conferência das Nações Unidas para as Alterações Climáticas) - realizou-se em Paris, em final de 2015. Um acordo entre .. países para diminuir a emissão de gases com efeito de estufa (Dióxido de carbono, ...), o aquecimento global e impedir que  temperatura na Terra aumente mais do que 2ºC até 2100.




AGRICULTURA AMBIENTALMENTE SEGURA (Medidas agroambientais) - é a produção agrícola que utiliza os recursos naturais (água, solo e ar) sem os poluir e que não deixa resíduos de químicos nos alimentos. Exº Agricultura Biológica e Produção Integrada. Produz alimentos saudáveis e protege a biodiversidade.

Em Portugal temos projetos de apoio à vida selvagem:

AMEAÇAS À BIODIVERSIDADE... da responsabilidade do Homem

Sabes que há uma grande diversidade de animais no planeta Terra. Animais com características diferentes conforme o ambiente onde vivem. 
Mas sabes, também, que o ser humano tem atitudes que colocam em risco os seres vivos e são verdadeiras ameaças à biodiversidade. Aqui tens alguns exemplos:
  • FRAGMENTAÇÃO DE HABITATS - construção de auto estradas que dividem o habitat de animais selvagens, impedindo que se movimentem entre o local onde procuram alimento e o local onde têm abrigo; o animal pode morrer por falta de alimento ou, então, fugir para outra zona onde encontre melhores condições de vida.
  • DESTRUIÇÃO DE HABITATS - os incêndios e as queimadas destroem vegetação que era abrigo de animais e lhes dava alimento; na construção de barragens os terrenos são inundados pela água da albufeira e os animais podem ficar com o seu habitat em perigo; cortar sebes e muros em volta dos campos retira o habitat a animais predadores (cobras, corujas, mochos, águias,..) que antes combatiam ratos e outras pragas das culturas.                                                      
  • AQUECIMENTO GLOBAL - os incêndios, os gases produzidos pelos automóveis e fábricas (dióxido de carbono, etc.) e, ainda, outras substâncias poluidoras, juntam-se numa camada em volta da Terra não deixando o calor espalhar-se pelo Universo. Por isso a temperatura da Terra tem aumentado (aumentou o efeito de estufa), colocando em risco os habitats dos seres vivos e a qualidade de vida do Homem. 
Retirado aqui

  • CAÇA E PESCA EXCESSIVA - apesar de ser proibido caçar e pescar durante o período de reprodução dos animais, e haja regras rígidas quanto à pesca, sabemos que há quem não cumpra e capture animais muito pequenos, não os deixando crescer para se reproduzirem.
  • POLUIÇÃO DO AR , DA ÁGUA e DO SOLO - a poluição por produtos químicos (petróleo, pesticidas, etc.) causa doenças nos animais, que enfraquecem e morrem; os plásticos abandonados na beira rio e nas praias, e as redes de pesca perdidas, causam a morte de animais  marinhos (golfinhos, tartarugas, peixes, aves, etc.).
                                                                                       Retirado aqui
  • COMÉRCIO INTERNACIONAL DE ANIMAIS OU PARTES DE ANIMAIS - os dentes de marfim, corais, a pele de cobra e lagarto, de leopardo, tigre e foca, são exemplos de peças comercializadas em alguns países e que estão na origem da morte de muitos animais selvagens.
Retirado aqui
  • ESPÉCIES INVASORAS - são animais trazidos de habitats com características diferentes dos existentes em Portugal, que aqui encontram boas condições de vida ao ponto de se multiplicarem exageradamente e destruírem o ambiente de vida de animais autóctones (os características da região;. Exº Lagostim-vermelho-da Louisiana, Vespa asiática (Vespa Velutina), amêijoa asiática, etc. A vespa velutina mata as abelhas, o lagostim-vermelho ocupa os espaço e come o alimento do lagostim autóctone, etc.
Retirado aqui
                        

Retirado aqui
Quando o habitat de um animal é destruído ele pode morrer por falta de alimento ou, então, fugir para outra zona onde encontre melhores condições de vida.
Mas, conforme verificaste, há formas de combater estas más atitudes.