segunda-feira, 23 de novembro de 2015

POLUIÇÃO DAS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS

A alteração da qualidade da água deve-se à ação humana mas, também, a processos naturais.
A imagem mostra isso mesmo.
Imagem retirada aqui
O que podes fazer para evitar  poluição da água?

  • ÓLEO DE FRITAR USADO - Participar no projeto Óleo+ - entregar o óleo num local indicado pela Braval.
  • Detergentes - o uso excessivo de detergente causa poluição da água do rio e do mar. 
  • Pesticidas -
  • Adubos -
  • Gasóleo e gasolina
  • Lixeiras

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

RESERVATÓRIOS DE ÁGUA

Em Portugal, os principais reservatórios de água doce são as lagoas e as albufeiras.
Mas há outros reservatórios de água no planeta Terra: oceanos, glaciares, água subterrânea, lagos, mares interiores, humidade do solo, atmosfera e rios.
Bem perto de Braga temos as Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos e, a caminho do Gerês, a albufeira da barragem da Caniçada.
Observa as imagens e facilmente perceberás por que motivo se diz que são reservatórios de água.



ÁGUA: material terrestre suporte de vida

O planeta Terra é conhecido por planeta azul. É fácil perceber o motivo.
Imagem retirada aqui
Na verdade, a Terra vista do espaço é azul. É azul pois a maior parte do planeta é ocupado por água.
Mas, apesar de o planeta Terra ter grande quantidade de água, a quantidade de água doce (água dos rios, lagos, água gelada e água subterrânea) é muito pequena. Os oceanos e mares ocupam a maior parte do espaço e contêm agua salgada.
Observa  a imagem:
Imagem retirada aqui
Como os seres vivos só podem utilizar água doce, há zonas do planeta Terra em que a sobrevivência dos animais (mesmo do Homem) e das plantas está em risco, devido à falta de água doce e potável.

Reservatórios de água na Terra: oceanos, glaciares, água subterrânea, lagos, mares interiores, humidade do solo, atmosfera e rios.
Em Portugal, as lagoas e as albufeiras são os mais importantes reservatórios de água doce.

Percebeste onde está a água no Terra?
Quais são os reservatórios de água na natureza?
Onde se encontra a água doce?
Onde se encontra a água salgada?




segunda-feira, 9 de novembro de 2015

COMPOSTAGEM NA HORTA





Bichos-da-conta, lesmas e minhocas. Mesmo muitas minhocas que espreitavam no meio das folhas, à medida que levantámos a folhada acumulada ao longo de meses sobre o mini bosque de carvalhos.
Preparámos um compostor para receber as folhas castanhas  e os restos de plantas verdes (restos de legumes, casca de fruta, borras de café, restos de chá) que os alunos trouxeram de casa. 




1º Colocámos o compostor novo por baixo dos carvalhos, onde ficará protegido do sol e da chuva;
2º Deitámos ramos no fundo do compostor para facilitar o arejamento;
3º Depois, uma camada de folhas castanhas e restos de cana de milho;
4º Uma pá de terra bem espalhada por cima dos resíduos castanhos (contém microrganismos e ovos de organismos decompositores que vão acelerar a compostagem);
5º Uma camada de resíduos verdes que os alunos trouxeram de casa (restos de vegetais, cascas de fruta, borras de café, chá, ...);
6º Nova camada de folhas castanhas;
7º Borrifar com água para humedecer o material do composta (não encharcar);
8º Continuar a colocar os materiais pela mesma ordem: castanhos, verdes, 1 pá de terra, borrifar com água.

E... todas as minhocas que encontrámos foram parar ao compositor. 

ATENÇÃO: 
  • a última camada deve ser de castanhos;
  • os resíduos devem ter entre 3 e 7 cm;
  • de vez em quando deve mexer-se os resíduos de modo a arejar e facilitar a ação dos organismos do solo;
  • os organismos do solo precisam de humidade para mudar de sítio e melhor dividir os materiais.
TEMPO DE COMPOSTAGEM:
Se dermos atenção ao composto (mexer os resíduos 2 vezes por semana) e o material tiver sido dividido em pedaços, a compostagem fica completa ao fim de 3 meses. O composto fica prontinho a colocar nos canteiros onde vai alimentar as plantas. Este húmus é excelente, rico em nutrientes indispensáveis ao crescimento das plantas da horta.

CAMPANHA - "Lixo no ecoponto... folhas no compostor".



Durante esta sessão percebemos que muitos alunos deitam embalagens no chão do recreio (de iogurte, chicletes, rebuçados, palhinhas, etc.) que dificultam a separação dos resíduos: a parte boa (as folhas) teve de ser separada da parte má (o lixo). Sem luvas esta tarefa seria perigosa e difícil.
Como queremos continuar  a fazer compostagem, decidimos organizar uma campanha para convencer os alunos da Escola a participar na separação dos lixos...  e colocar no Ecoponto.



quinta-feira, 5 de novembro de 2015

COMPOSTAGEM... o que é? Para que serve o composto?

O solo é um material terrestre suporte de vida... pois dá condições de vida aos seres vivos de origem animal e vegetal.
Na aula de campo observaste uma pilha de folhas por baixo do carvalhal. Descobriste seres vivos do solo entretidos entre a folhada. A minhoca, bicho da conta, milípedes, centípedes e lesmas têm ali  alimento e abrigo. Por isso se diz que têm habitat na folhada que cai ao chão na horta, no carvalhal, nos campos, etc.

Os organismos do solo alimentam-se das folhas em decomposição, e ajudam a transformar as folhas velhas em húmus que vai misturar-se com a terra, formando o solo. É o húmus que alimenta  as plantas que vão formar-se na primavera e que vão crescer dando origem a flores e, mais tarde, aos frutos. À transformação dos restos de seres vivos em húmus, por ação dos organismos do solo,   chama-se compostagem.
Como se prepara uma pilha de compostagem (compostor)?

Antes de colocar os restos vegetais na caixa de compostagem, consulta  esta informação.
Queres fazer compostagem em casa? Diz aos teus pais para consultarem esta informação.

terça-feira, 3 de novembro de 2015

ROCHAS E MINERAIS

Sabes que a camada exterior da litosfera é constituida por rochas. As rocha são constituídas por minerais. às rochas chamamos, normalmente, pedras ou calhaus.
A Geologia é a ciência que estuda as rochas e minerais.
No concelho de Braga a rocha predominante é o granito. Mas há freguesias onde se encontra argila.

No Norte de Portugal encontra-se granito em todo o Minho (Braga, Viana do Castelo, Ponte do Lima, Arcos de Vale do Vez, Ponte da Barca, Valença, Monção, etc), argila em Barcelos, xisto na beira-mar e nos concelhos de Montalegre, Bragança, etc.
Ao longo dos tempos as pessoas usaram as rochas que encontram por perto para construir muros, casas, monumentos, estradas, passeios, etc. 
Em Braga os monumentos antigos (Mamoa de Lamas, Castros, Termas Romanas, Templo de S. Frutuoso, etc.) e outros como o aqueduto do Complexo das Sete Fontes, o Bom Jesus e Palácio dos Biscainhos. Os muros e calçadas das ruas são, também, de granito.
Em Bragança têm xisto e, por isso mesmo, construíam casas e muros usando essa rocha.
Em Barcelos têm argila e, por isso mesmo, fazem a louça de barro.

Na aula prática usaste uma chave dicotómica para classificação das rochas. Observa as imagens e, usando a chave dicotómica do livro, tenta descobrir o nome de cada uma delas.
Retirado aqui


                          Retirado aqui

Os minerais que constituem o granito são: quartzo, feldspato  e mica.
Ampliar